Confira os 7 passos para adestrar gatos

9 maio, 2016

Confira os 7 passos para adestrar gatos

Adestrar gato é importante, em caso de emergência, cada animal precisa responder a dois chamados de segurança: “venha” e “fique”. E mais ainda, para proteger os móveis, a saúde humana e até do próprio animal, é importante ensinar o comando “desça!”.
Ninguém quer pêlo de gato nos pratos da cozinha, ou um hóspede alérgico que se levanta do sofá com a roupa cheia de pêlos.

Confira os 7 passos para adestrar gatos
Confira os 7 passos para adestrar gatos

1. Restrinja o espaço físico e faça com que sinta a sua falta

Fazendo isso, ele vai sentir falta da companhia dos humanos, então será mais fácil de ensinar “venha”, dizendo essa palavra a cada vez que você abre a porta, e ele vem correndo. Assim, o gato associará a palavra “venha” com brincadeiras, carinho e comida.

2. Comece aproveitando as ações naturais do seu gatinho

Assista o seu gatinho brincar e tire proveito de suas ações naturais. Antes de começar a recompensar o comportamento desejado, verifique se você não está, inadvertidamente, encorajando ações negativas de seu gato.

Outra dica é a de chamá-lo pelo nome somente quando você o elogia. Comece a associando o comportamento positivo que você quer reforçar, repetindo a palavra “bom” e o nome do seu gato. Faça isso dezenas de vezes por dia, repetindo a cada vez que ela usa sua caixa de areia, quando ele lava o rosto ou as pernas ao sentar-se tranquilamente em seu colo, quando seu bichinho se aproxima do arranhador que você deu de presente a ele, ou quando brinca com os brinquedos de gato, e não com os vasos da sala.

3. Reforce as ordens que ensinou

Reforce o comando “fique” quando o gato está no seu ombro. Segure-o com cuidado, mas com firmeza, acariciando e acalmando caso ele se mexa um pouco. Quando o seu gatinho começar a vir quando você chama, e descansar no seu ombro, você pode começar a permitir que ela a explore outros ambientes da casa.

Confira os 7 passos para adestrar gatos
Confira os 7 passos para adestrar gatos

4. Os gatos aprendem pelo reforço positivo e a recompensa é fundamental

Gatos aprendem pelo reforço positivo e usar uma recompensa (um alimento que ele adore e que raramente come) é fundamental. Quando ele se sentar perto do seu pratinho, faça carinho, dizendo uma única palavra, “sente” e dê sua comida. Ele rapidamente perceberá que a comida aparece, e se sentará ao lado da bacia. Sempre que ele fizer o que você quer, elogie com um “Bom gatinho”, substituindo o “gatinho” pelo nome do seu gato.

5. Ensine o “não” e esse será o único reforço negativo de que precisará

Dito de forma súbita e aguda, acompanhada por uma palma, o comando “Não!”, sem o nome do gato, vai desencorajar os comportamentos indesejáveis. Decida quais móveis são proibidos, escolha a maior parte do mobiliário na sala de estar, a mesa e os balcões da cozinha.

No entanto, não proíba o acesso do gato à maior parte das peças da casa, a menos que você esteja disposto a manter a porta fechada. É bastante prático escolher uma cadeira na sala de estar onde o gato pode se sentar, certificando-se de que dela, ele pode olhar para fora da janela. Os gatos se esticam e usam suas garras, são atitudes naturais dos felinos. Proibir tais atitudes, sem fornecer uma alternativa, não é uma boa escolha. Sempre que seu gato se aproximar de uma mobília proibida, bata uma palma e diga alto “Não!”. Em seguida, leve seu gato até o arranhador e diga “Bom gatinho!” (substituindo gatinho pelo nome do seu gato).

Confira os 7 passos para adestrar gatos
Confira os 7 passos para adestrar gatos

6. Faça uma lição por vez

Antes que seu gato comece a lhe dar a pata, depois a outra, você deve ensiná-lo a “sentar”. Depois, gentilmente levante sua pata e solte rapidamente, dizendo “Pata!”, e, em seguida, entregue uma pequena recompensa. Saiba que o gato pode ser destro/canhoto. Ele tem uma pata dominante e uma dica importante é observar qual delas é (veja qual ele usa para brincar) para depois começar o treinamento.

7. A repetição é a “alma” do treinamento

Já que a repetição é a chave para ensinar comandos básicos, ela é essencial se você quiser que o comportamento tenha um ótimo desempenho. Você deve reservar de 10 a 15 minutos por dia, dando uma pequena lição de cada vez.

Não desanime se o seu gato não parece fazer essas coisas específicas. O que ele faz naturalmente? Um gato que gosta de rastejar dentro de sacos de papel pode ser conduzido facilmente a passar por um túnel de papelão. Um gato que rola de costas sobre o tapete pode aprender facilmente a responder ao comando “ola!”.

Sessões de treinamento podem ser uma oportunidade de interagir com o seu gato de uma forma divertida para ambos.

Confira o vídeo:

Artigos Relacionados:

Auquimia Pet Shop e Consultório Veterinário

O melhor Petshop de Manaus! Aqui seu pet pode se consultar, Vacinar, Imunizar, Operar, Banhar, Tosar, e contar com Assistência 24 Hrs. Entre em contato conosco pelo nosso fone : 92 3636 0666 | 92 99962 0298

Deixe uma resposta

*